A organização da Escola assenta nos vários documentos regulamentadores que foram reformulados de acordo com o novo regime jurídico, previsto no Decreto 4/98 e 92/2014.

Assim o primeiro documento estruturante representanta os Estatutos da Escola no qual são definidos todos os órgãos, a sua composição e as suas competências. Nele são ainda definidas as competências da Escola a sua denominação a propriedade da Instituição e os princípios fundamentais.

O segundo documento estruturante é o Regulamento Interno da Escola que define todas as regras de convivência e funcionamento dos respetivos cursos, bem como das salas específicas e Biblioteca. Nele são ainda definidos os critérios utilizados para a assiduidade bem como a atribuição dos subsídios aos alunos.

O Plano de Atividades é o terceiro documento que procura descrever todas as atividades previstas para um determinado ano. É o documento que procura concretizar o Projeto Educativo. Para além das atividades letivas prevê ainda inúmeras atividades extracurriculares que visam um maior contacto dos alunos com o meio quer local, quer nacional quer até internacional. Prevêem-se ainda atividades que visam a abertura da Escola ao meio.

Do Plano de Atividades constam ainda as atividades de formação em contexto de trabalho.